Taça de Portugal

Seferovic salta do banco para dar vitória ao Benfica frente ao Rio Ave

Seferovic salta do banco para dar vitória ao Benfica frente ao Rio Ave

Um bis de Seferovic, que começou o jogo no banco de suplentes, deu esta terça-feira a vitória (3-2) ao Benfica frente ao Rio Ave e carimbou o passaporte dos encarnados para as meias finais da Taça de Portugal.

Neste encontro dos quartos de final, o vilacondense Lucas Piazón inaugurou o marcador logo aos quatro minutos, Franco Cervi igualou aos 13 e aos 29 o iraniano Mehdi Taremi levou os comandados de Carlos Carvalhal a vencer ao intervalo. Seferovic, que rendeu Ferro, acabaria por ser o homem da noite ao bisar aos 64 e 71 minuto.

Em relação ao jogo com o Desportivo das Aves (vitória por 2-1), o treinador do Benfica, Bruno Lage, fez cinco alterações. Chamou ao onze Zlobin, Tomás Tavares, Taarabt, Cervi e Vinicius, para os lugares de Vlachodimos, André Almeida, Gabriel, Jota e Seferovic, respetivamente.

Por sua vez, em relação ao triunfo (1-0) frente ao Santa Clara, Carlos Carvalhal deixou no banco Kiezek, Nelson Monte e Pedro Amaral, que foram rendidos por Paulo Vítor, Matheus Reis e Diogo Figueiras.

Ainda alguns adeptos do Benfica se posicionavam nas bancadas e o Rio Ave inaugurou o marcador. Aos quatro minutos, Lucas Piazón, jogador emprestado pelo Chelsea, de livre direto - a castigar falta de Rúben Dias sobre Mehdi Taremi - bateu Zlobin.

Os encarnados subiram no terreno, assumiram a posse de bola e, aos 13, chegaram à igualdade por intermédio de Cervi, depois de uma jogada individual de Chiquinho, na direita, e onde Vinicius serviu o argentino para o 1-1.

Com as oportunidades divididas e com o jogo a passar essencialmente pelo meio campo, Matheus Reis conseguiu descortinar uma brecha e, depois de um passe longo, Ferro não dominou a bola, esta sobrou para Mehdi Taremi que, à entrada da área, de cabeça, fez um chapéu a Zlobin (1-2), aos 29 minutos.

Antes do intervalo o árbitro portuense Artur Soares Dias ainda assinalou grande penalidade por falta sobre Taarabt, mas após a intervenção do videoárbitro (VAR) recuou na decisão, considerando, e bem, que Filipe Augusto não tinha carregado o marroquino.

Se na primeira parte o Rio Ave teve com muito mais critério quando tinha a posse de bola, na segunda o Benfica entrou a todo o gás, e, aos 47 minutos, Vinicius deu o primeiro sinal de perigo.

Bruno Lage surpreendeu quando, aos 60, retirou Ferro do eixo da defesa, fazendo recuar Weigl, e colocou em campo Seferovic. O suíço que acabaria por igualar (2-2) quatro minutos depois, após um passe em profundidade de Rúben Dias, e assistência de Vinicius.

Em noite magistral, Seferovic, no segundo remate à baliza de Paulo Vítor, após assistência de Pizzi, colocou o Benfica a vencer (3-2), aos 71 minutos, levando a melhor sobre Matheus Reis e Filipe Augusto.

Numa fase em que os campeões nacionais estavam a gerir o jogo, o médio Samaris foi chamado ao jogo, rendendo o avançado Vinicius, fechando as parcas ações do Rio Ave, que ia vivendo das iniciativas Taremi, Tarantini ou Lucas Piazón.

Antes do apito final tempo ainda para Rafa voltar à competição, após 83 dias de paragem por lesão, para o lugar de Cervi.

Ficha de jogo:

Jogo realizado no Estádio da Luz, em Lisboa.

Benfica - Rio Ave, 3-2.

Ao intervalo: 1-2.

Marcadores:

0-1, Lucas Piazón, quatro minutos; 1-1, Cervi, 13; 1-2, Mehdi Taremi, 29; 2-2, Seferovic, 64; 3-2, Seferovic, 71.

Equipas:

Benfica: Zlobin, Tomás Tavares, Rúben Dias, Ferro (Seferovic, 60), Grimaldo, Weigl, Taarabt, Pizzi, Cervi (Rafa, 89), Chiquinho e Vinícius (Samaris, 85).

(Suplentes: Svilar, André Almeida, Florentino, Samaris, Rafa, Jota e Seferovic).

Treinador: Bruno Lage.

Rio Ave: Paulo Vítor, Diogo Figueiras, Borevkovic, Aderllan Santos, Matheus Reis (Pedro Amaral, 90+1), Filipe Augusto, Tarantini, Lucas Piazón, Diego Lopes (Bruno Moreira, 75), Nuno Santos (Gabrielzinho, 70) e Mehdi Taremi.

(Suplentes: Kieszek, Nélson Monte, Messias, Pedro Amaral, Joca, Bruno Moreira e Gabrielzinho).

Treinador: Carlos Carvalhal.

Árbitro: Artur Soares Dias (AF Porto).

Ação disciplinar: cartão amarelo para Rúben Dias (03), Filipe Augusto (21) e Diego Lopes (51).

Assistência: cerca de 30.000 espetadores.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG