Exclusivo

Mudança de consumo e crise arrasam 70% da produção de leite

Mudança de consumo e crise arrasam 70% da produção de leite

Portugal continental perdeu 70% das vacarias nos últimos cinco anos. Os produtores nacionais recebem hoje menos pelo leite e são, agora, os mais mal pagos da Europa.

As conclusões são do relatório da Subcomissão do Leite. Há leite em excesso, poucos iogurtes e queijo. E os portugueses estão a consumir menos. A médio/longo prazo, a aposta nos produtos de maior valor acrescentado é vista como uma das saídas. Para já, os agricultores exigem uma subida de preços que trave a "sangria" num setor, que, entre 2016 e 2021, perdeu 4218 explorações, 3711 das quais no continente.

"Houve uma redução de 90% no número de vacarias ao longo de uma década (entre 2009 e 2019) e depois [com a pandemia] ainda se agravou. Os que resistem estão endividados, revoltados e desanimados", explicou, ao JN, o secretário-geral da Aprolep-Associação dos Produtores de Leite de Portugal, Carlos Neves. No continente, em 2016, eram 5332 explorações. São agora 1621 (dados do IFAP-Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas de setembro de 2021). Fecharam as pequenas vacarias (até 30 animais) e muitas das médias (30 a 100). As maiores cresceram.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG