Imagens

Últimas

Exclusivo

Corrupção e espionagem: PP espanhol em guerra fratricida

O Partido Popular espanhol está envolvido numa guerra interna com dois grupos opostos, onde a corrupção, a traição e a família estão na ordem do dia. O hegemónico partido da direita espanhola durante a democracia vive uma crise inédita desde a sua fundação, que pode mudar por completo a cúpula do partido. O líder popular, Pablo Casado, acusa a presidente da Comunidade de Madrid, Isabel Diaz Ayuso, de corrupção enquanto a destacada líder da comunidade madrilenha se defende por ter sido vítima de espionagem ilegal.