O Jogo ao Vivo

Primeiro-ministro

Cabo Verde pede justiça para caso de estudante que morreu em Bragança 

Cabo Verde pede justiça para caso de estudante que morreu em Bragança 

O primeiro-ministro de Cabo Verde pediu que se faça justiça no caso do estudante cabo-verdiano que morreu em consequência de agressões, em Bragança, mas garante que as relações com Portugal não saíram beliscadas.

"Esperemos que a Justiça se faça. Nós confiamos na Justiça portuguesa, a investigação está em curso, temos que aguardar os resultados", disse o primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, questionado pela agência Lusa, à margem de um ato oficial na Assembleia Nacional, na cidade da Praia.

O governantes assegurou que o caso, que tem gerado uma onda de contestação em Cabo Verde, "não belisca" as relações entre os dois países. "As relações Cabo Verde - Portugal são fortes, estruturantes e em desenvolvimento (...) É algo que não fica beliscado por situações que são lamentáveis, mas que acontecem", assegurou.

Para o primeiro-ministro de Cabo Verde, o próprio Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal assumiu "um posicionamento muito claro relativamente a esta matéria". "Acho que não há dúvidas", enfatizou.

O Governo português lamentou, no domingo, a "barbara agressão" que resultou na morte de um estudante cabo-verdiano em Bragança, deixando garantias de que os responsáveis serão identificados e levados à justiça. No mesmo dia, o ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades de Cabo Verde, Luís Filipe Tavares, pediu "celeridade" no "esclarecimento cabal" da "trágica" morte do estudante. E o presidente da República do país, Jorge Carlos Fonseca, adiantou também estar a acompanhar, através da Embaixada em Lisboa, os contornos da "morte brutal" do estudante.

Luís Giovani Rodrigues, 21 anos, morreu a 31 de dezembro, no Hospital de Santo António, dez dias depois de ter sofrido agressões numa rua em Bragança. Natural da ilha cabo-verdiana do Fogo, estava em Portugal desde outubro, para seguir o curso de Design de Jogos Digitais no Instituo Politécnico de Bragança.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG