Exclusivo

Estudante queria ser primeiro assassino em massa português

Estudante queria ser primeiro assassino em massa português

O estudante universitário, de 18 anos, detido ontem por estar, alegadamente, a preparar um atentado terrorista, hoje, na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa queria imitar os massacres que acontecem nos Estados Unidos da América (EUA) e tornar-se o primeiro assassino em massa português.

João, natural da Batalha e aluno do 1.º ano de Engenharia Informática, foi surpreendido pela Polícia Judiciária (PJ) em casa, nos Olivais, em Lisboa. Na sua posse, tinha facas do mato e uma besta (flecha) que queria usar para matar os colegas com quem se cruzasse esta manhã. Em vez disso, o jovem, sem problemas psicológicos diagnosticados, será apresentado a tribunal no Campus de Justiça de Lisboa, para aplicação de medidas de coação, após ter passado a noite no estabelecimento prisional anexo à sede da PJ, em Lisboa. Está indiciado por posse de armas proibidas e terrorismo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG