O Jogo ao Vivo

Lisboa

Mãe condenada um ano e seis meses de prisão por estalada a professora

Mãe condenada um ano e seis meses de prisão por estalada a professora

Uma mulher de 32 anos foi condenada a um ano e seis meses de prisão, suspensa na execução por três anos, por ter agredido uma professora primária na escola Ressano Garcia, em Lisboa.

A 5 de fevereiro deste ano a mãe de um aluno de 10 anos foi à escola, em Campo de Ourique, tirar satisfações por o filho apresentar um arranhão na face. Já no interior do estabelecimento, a mulher confrontou uma professora, de 54 anos que acusou de ter agredido a criança. A docente explicou que apenas tinha intervindo para separar dois alunos.

A mãe não aceitou a justificação e agrediu a professora com uma estalada que a atirou ao chão. A docente tinha sido recentemente operada à coluna e temeu-se que a queda pudesse ter agravado a lesão, pelo que a vítima foi hospitalizada.

Na altura, a PSP informou que encontrou a professora "no chão a ser auxiliada por testemunhas", enquanto a alegada agressora, "juntamente com um familiar", se dirigia à vítima "de forma agressiva". A mulher foi detida e acusada de um crime de ofensa à integridade física qualificada.

Ontem, terça-feira, o Juízo de Pequena Criminalidade de Lisboa condenou-a na pena de um ano e seis meses de prisão, suspensa na execução por três anos e sujeita a regime de prova com obrigação de acompanhamento em consultas de psicologia.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG