Exclusivo

Na aldeia onde vivia, nada fazia supor que João planeava um ataque

Na aldeia onde vivia, nada fazia supor que João planeava um ataque

João, o jovem que planeava um ataque na Faculdade de Ciências, em Lisboa, nunca passou despercebido na aldeia onde habitava com os pais e com o irmão mais velho, no concelho da Batalha. Andava sempre sozinho e não se relacionava com ninguém. A aparente timidez do jovem, de 18 anos, era motivo de gozo, mas nem assim reagia.

Foi, por isso, com surpresa que um habitante da aldeia onde vivia, até ter ido estudar Engenharia Informática para Lisboa, este ano letivo, ouviu a notícia de que João tinha sido detido, ontem, pela Polícia Judiciária, na Amadora, por planear atacar os colegas da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

"Nunca imaginei que pudesse fazer uma coisa dessas, mas, ao mesmo tempo, admito que, como era gozado, se calhar, queria vingar-se", afirma o único morador, que conhecia o jovem universitário, que o JN encontrou quinta-feira à noite na aldeia natal de João, o jovem detido pela Polícia Judiciária em Lisboa por preparar um ataque contra colegas da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG