Crime

Prisão preventiva para estudante que matou Beatriz Lebre

Prisão preventiva para estudante que matou Beatriz Lebre

Ruben Couto, homicida confesso de Beatriz Lebre, vai aguardar julgamento em prisão preventiva, decidiu, este sábado, o juiz de instrução.

Obcecado pela paixão não correspondida, Ruben Couto poderá ter premeditado o homicídio da amiga, estudante, como ele, no Instituto Universitário de Lisboa - ISCTE. Para o apartamento onde acabaria por matar a vítima, o mestrando em psicologia levou a arma do crime - um bastão, já recolhido anteontem pelas autoridades no cais da Matinha.

Sexta-feira, não muito longe daquele local onde Ruben indicara ter-se desfeito do corpo e da arma do crime, o cadáver de Beatriz foi encontrado. Foi recolhido ao Instituto de Medicina Legal, onde irá ser feita a identificação formal e a autópsia.

Outras Notícias