Cascais

Prisão preventiva para mãe suspeita de matar filhos recém-nascidos

Prisão preventiva para mãe suspeita de matar filhos recém-nascidos

A mãe suspeita de ter matado, a 4 de dezembro de 2021, os filhos gémeos recém-nascidos, em Cascais, vai ficar a aguardar o desenrolar do processo em prisão preventiva, apurou o JN.

A decisão foi tomada por um juiz de instrução, após primeiro interrogatório judicial.

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou, esta sexta-feira, a detenção de uma mulher, de 33 anos, por "fortes indícios" da prática de dois crimes de homicídio qualificado e um de profanação de cadáver.

"As vítimas são duas crianças recém-nascidas, uma do sexo feminino e outra do sexo masculino, tendo os crimes ocorrido, logo após o parto, na residência da arguida, na madrugada de 4 de dezembro de 2021", refere, em comunicado, a PJ.

O crime aconteceu num apartamento na Avenida de Sintra, em Cascais.

De acordo com o Código Penal, o crime de homicídio qualificado é punível com pena de 12 a 25 anos de cadeia e o de profanação de cadáver com pena de prisão até dois anos ou de multa até 240 dias.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG