Exclusivo

Recluso violento ataca guardas prisionais em Santa Cruz do Bispo

Recluso violento ataca guardas prisionais em Santa Cruz do Bispo

Um recluso, de 25 anos, agrediu um guarda prisional do estabelecimento prisional de Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos, após ter insultado, na última sexta-feira, uma funcionária da empresa que fornece refeições à cadeia. O guarda recebeu assistência hospitalar e poderá ter de ser sujeito a uma cirurgia. É a segunda vez, em poucos meses, que o mesmo preso agride elementos da Guarda Prisional e o sindicato desta classe profissional alerta que tal se deve à falta de guardas e consequente menor segurança nas cadeias portuguesas.

Condenado por agressões, injúrias e ameaças, o recluso entrou na cadeia em setembro do ano passado. Pouco tempo depois, agrediu, pela primeira vez, um guarda e, como castigo, foi transferido para a cadeia de alta segurança de Monsanto, em Lisboa.

Ao fim de três meses, a sua situação foi, como impõem as regras, reavaliada e a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais decidiu que devia regressar a Santa Cruz do Bispo. Colocado a trabalhar no refeitório e foi nesse local que, no final da semana passada, se viu envolvido em novo episódio violento. O dirigente do Sindicato Nacional do Corpo da Guarda Prisional (SNCGP), Frederico Morais, explica que o preso insultou, pelas 12 horas, a funcionária da empresa que fornece as refeições àquele estabelecimento prisional. Uma situação que aconteceu no refeitório e só terminou com a intervenção de um chefe dos guardas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG