Football Leaks

Rui Pinto quebra o silêncio após sair em liberdade: "Portugal tem de mudar!"

Rui Pinto quebra o silêncio após sair em liberdade: "Portugal tem de mudar!"

"Portugal tem de mudar!", apelou Rui Pinto, na manhã desta terça-feira no Twitter, frisando que "finalmente esta árdua e longa 'travessia do deserto' chegou ao fim".

Solto desde o passado domingo, o pirata informático e denunciante recorreu ao Twitter para enviar "um bem-haja a todos aqueles que desde a primeira hora demonstraram o seu apoio e solidariedade".

Agora que irá aguardar julgamento em liberdade, Rui Pinto salienta o fim da "travessia do deserto". Porém avisa que "a luta continua porque volvidos quase 2 anos, Portugal continua um paraíso para a grande corrupção e para o branqueamento de capitais", escreveu.

"É agora mais do que nunca que precisamos de união e resiliência. Portugal tem de mudar!", apela Rui Pinto.

Rui Pinto começa a ser julgado em 4 de setembro no Tribunal Central Criminal de Lisboa por 90 crimes: 68 de acesso indevido, 14 de violação de correspondência, seis de acesso ilegítimo e ainda por sabotagem informática à SAD do Sporting e por tentativa de extorsão ao fundo de investimento Doyen.

PUB

Criador da plataforma Football Leaks e responsável pelo processo Luanda Leaks, em que Isabel dos Santos é a principal visada, Rui Pinto está agora em liberdade, por decisão da juíza Margarida Alves, encontrando-se inserido no programa de proteção de testemunhas em local não revelado e sob proteção policial, por questões de segurança.

O Ministério Público (MP) opôs-se à libertação, que foi justificada pela juíza Margarida Alves com a "contínua e consistente colaboração" com a Polícia Judiciária e o "sentido crítico" do criador da plataforma Football Leaks.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG