Rastreio

Comunidade de "alto risco" em Moura recusa fazer testes da Covid-19

Comunidade de "alto risco" em Moura recusa fazer testes da Covid-19

A comunidade do lugar de Vale do Touro, em Moura, recusou efetuar os testes de Covid-19, que a Unidade de Saúde Publica (USP) da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo (ULSBA) tinha decidido efetuar na manhã deste sábado.

Num comunicado emitido já ao final da tarde, a UPS revelou que "não foi, possível concretizar esta decisão por motivos de todo alheios à nossa intenção", justificando que a decisão tinha sido tomada por se "tratar de uma população definida e avaliada como de alto risco".

O médico de saúde pública, responsável pela USP, sustenta que a instituição "espera de todos uma postura de responsabilidade pública, certa que quando, na aparência, tal não acontece, seja por não se ter feito compreender".

PUB

Nas redes sociais, um residente de Vale do Touro escreveu: "eram 9 horas da manhã quando fomos surpreendidos para que fizéssemos testes e recusámos. Fomos apanhados como coelhos", deixando acusações de racismo ao presidente da autarquia de Moura.

A decisão da USP em fazer os testes à referida comunidade, localizada a 3 quilómetros da cidade alentejana e onde vivem cerca de 70 pessoas de etnia cigana, deveu-se ao facto de esta ter contacto direto com uma mulher grávida que testou positivo ao novo coronavírus.

Sábado de manhã, o Serviço Municipal de Proteção Civil de Moura revelou que "por decisão da USP se iam efetuar os testes" garantindo todo o apoio necessário.

O JN ouviu o presidente da Câmara Municipal de Moura, que remeteu "qualquer esclarecimento" para a Unidade de Saúde Pública e, instado a comentar as acusações de racismo dos habitantes de Vale do Touro, respondeu: "com esta idade não tenho medo de ameaças".

Jorge Seguro Sanches, o secretário de Estado Adjunto e da Defesa Nacional, nomeado pelo Governo como coordenador para o Alentejo das medidas de combate à pandemia do Covid-19, disse ao JN que "a situação está a ser acompanhada e se a USP considerar necessária a articulação com outras entidades estarei disponível", justificou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG