O Jogo ao Vivo

Mau tempo

Um morto e quatro desaparecidos na Catalunha devido a chuvas torrenciais

Um morto e quatro desaparecidos na Catalunha devido a chuvas torrenciais

As fortes chuvas que se fizeram sentir na Catalunha na última noite já provocaram um morto e há quatro pessoas desaparecidas.

O corpo de um homem de 70 anos foi descoberto na praia de Caldes d'Estrac, próximo de Arenys de Mar, depois de arrastado pelo rio de Arenys de Munt, na província de Barcelona.

Segundo a polícia catalã (Mossos d'Esquadra), o corpo foi detetado depois das 7 horas (6 horas em Portugal continental). De acordo com fontes municipais, o homem de 70 anos foi arrastado pelas águas de um rio em Arenys de Munt, na madrugada de hoje, quando tentava retirar o carro que estava estacionado junto ao rio, durante as chuvas que caíram na região.

A Proteção Civil da Catalunha informou na sua conta oficial no Twitter que o alerta do desaparecimento foi recebido hoje às 02:00, horário local (01:00 em Lisboa).

Segundo o jornal "El Pais", mãe e filho também foram levados pelas águas do rio Francolí, quando se encontravam no bungalow em que viviam. O mesmo jornal dá conta de mais dois desaparecidos na região da Tarragona.

O organismo também referiu que o rio Ter pode sofrer "transbordos ocasionais", por isso se recomenda extrema cautela.

Também advertiu que é preciso ter cuidado nas regiões de Girona, acrescentando que apesar de a chuva estar a diminuir no extremo sul da Catalunha, está a intensificar-se nas localidades de Girona.

"Nesta área, a intensidade é forte ou torrencial, com rajadas de vento muito fortes", segundo o Serviço Meteorológico da Catalunha.

Após dois dias de fortes chuvas devido à passagem de uma depressão isolada de alto nível (DANA), oito comunidades autónomas, com a Catalunha em um nível vermelho devido ao risco extremo, permanecem em alerta para chuvas, tempestades, ventos fortes e fenómenos costeiros.

Além da Catalunha, estão sob aviso laranja devido ao risco significativo de precipitação e ventos as comunidades do País Basco, Astúrias e Cantábria, segundo a Agência Meteorológica do Estado (Aemet).

Da mesma forma, estão em risco amarelo as Ilhas Baleares, Castela e Leão, La Rioja, Andaluzia e a cidade autónoma de Melilla.

Também no sudeste de França, várias estradas na costa do Mediterrâneo estão cortadas e foram registadas inundações em algumas regiões, devido à tempestade que atravessa a região, informaram hoje autoridades francesas.

Na cidade de Béziers, as chuvas foram particularmente intensas durante a noite de terça-feira, quando o equivalente a um mês de chuva caiu no espaço de uma hora.

Cerca de 16 mil catalães continuam sem energia nas casas. A maioria dos afetados, que na madrugada de quarta-feira perfaziam um total de 24555 pessoas, concentra-se nas zonas de La Selva, Baix Camp e Conca de Barbera, e em números menores na zona de Valles Oriental, de acordo com as declarações dadas pela Endesa à agência espanhola "EFE".

Seis regiões estão em estado alerta, assim como o Principado de Andorra, devido aos riscos que a chuva pode originar.

As autoridades enviaram mais de 1500 bombeiros e seis helicópteros para as zonas sensíveis.

Outros Artigos Recomendados