Em Atualização

Explosão e tiroteio durante raid em fábrica de bombas no Sri Lanka

Explosão e tiroteio durante raid em fábrica de bombas no Sri Lanka

As autoridades do Sri Lanka registaram uma nova explosão, esta sexta-feira, depois de os soldados do país se terem envolvido numa troca de tiros com suspeitos alegadamente envolvidos no massacre do passado domingo.

Um tiroteio começou quando as forças de segurança do Sri Lanka invadiram uma fábrica suspeita de bombas na cidade costeira de Sammanthurai, a 320 quilómetros da capital, Colombo.

Citado pela "Sky News", um porta-voz militar disse que houve uma explosão na área. Os soldados que se deslocaram para o local foram recebidos com disparos.

"Os militares ainda estão envolvidos, mas não podemos fornecer mais detalhes. Houve três explosões, mas não estamos seguros se foi por causa de suicidas ou por outras razões", disse à agência noticiosa Efe uma outra fonte militar.

As autoridades do Sri Lanka baixaram, na quinta-feira, para 253 o número de mortos nos atentados suicidas de domingo contra igrejas e hotéis, uma descida de 106 mortos face ao balanço anterior.

No local, segundo explica a BBC, além de vários explosivos, as forças de segurança encontraram uniformes e bandeiras do autoproclamado Estado Islâmico. À CNN, Rani Wickremesinghe, primeiro-ministro, disse que as autoridades do país iriam agora concentrar-se em descobrir células adormecidas que pudessem iniciar uma nova ronda de ataques.