Presidenciais

FBI confirma inquérito sobre eventual ligação entre Rússia e Trump

FBI confirma inquérito sobre eventual ligação entre Rússia e Trump

O diretor do FBI, James Comey, confirmou, esta segunda-feira, a existência de um inquérito sobre tentativas de ingerência russa na campanha presidencial norte-americana de 2016, e nomeadamente sobre uma possível "coordenação" entre a equipa de Donald Tump e Moscovo.

"Recebi a autorização do Departamento de Justiça para confirmar que o FBI, no quadro da nossa missão de contra-espionagem, está a investigar as tentativas do Governo russo de se imiscuir na eleição presidencial de 2016", declarou James Comey, numa audição na câmara dos Representantes do Parlamento norte-americano.

"Isso inclui investigações sobre a natureza de todas as ligações entre indivíduos ligados à equipa da campanha [Donald] Trump e o Governo russo e para determinar se houve coordenação entre a campanha e os esforços russos", acrescentou o diretor do FBI.

Comey contradisse ainda o Presidente norte-americano, que há duas semanas acusou através da rede social Twitter a administração Barack Obama (anterior Presidente) de ter colocado a Trump Tower, em Nova Iorque, sob escutas durante a campanha.

"O Departamento [de Justiça] não tem informações que apoiem esses 'tweets' [publicações na rede social]", declarou James Comey.

Donald Trump voltou hoje a utilizar o Twitter para classificar como "notícia falsa" a alegação segundo a qual teria trabalhado com a Rússia.

O antigo diretor nacional dos serviços de inteligência, "James Clapper, e outros afirmaram que não há provas de que o Presidente dos Estados Unidos tenha conluiado com a Rússia. Esta história é uma NOTÍCIA FALSA e toda a gente sabe isso", afirmou Donald Trump no Twitter.

Conteúdo Patrocinado