Covid-19

UE poderá discutir patentes de vacinas se os EUA fizerem "proposta concreta"

UE poderá discutir patentes de vacinas se os EUA fizerem "proposta concreta"

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, afirmou este sábado que a União Europeia está preparada para discutir a questão das patentes das vacinas contra a covid-19 assim que os EUA apresentarem uma proposta concreta.

"Estamos prontos para avaliar esse tema, assim que for colocada em cima da mesa uma proposta concreta", afirmou o responsável, no Porto, onde está a decorrer uma reunião informal do Conselho Europeu.

Em declarações aos jornalistas, Charles Michel reconheceu não se esperar que haja uma "solução mágica" a curto prazo, mas frisou que é preciso fazer tudo para aumentar a produção de vacinas".

De referir que o tema não foi discutido na cimeira social do Porto, prevendo-se a sua análise num Conselho Europeu agendado para 25 de maio.

"No que toca à solidariedade internacional, estamos totalmente empenhados através da COVAX [mecanismo de acesso às vacinas], mas também porque na Europa tomámos a decisão de tornar possível a exportação de vacinas, e encorajamos todos os parceiros a facilitar a exportação das mesmas", vincou ainda Charles Michel.

Na quarta-feira, o Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou que apoiava a suspensão das patentes das vacinas contra a covid-19, uma proposta que tinha sido inicialmente avançada pela Índia e pela África do Sul na Organização Mundial do Comércio.

PUB

Ainda que políticos europeus como a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, ou o Presidente francês, Emmanuel Macron, se tenham mostrado disponíveis para debater a proposta, o governo alemão já se opôs à ideia, assinalando que "o fator limitativo na fabricação de vacinas é a capacidade de produção e os elevados padrões de qualidade, não as patentes".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG