Exclusivo

Atraso nas medidas deixa em risco urgências de obstetrícia no verão

Atraso nas medidas deixa em risco urgências de obstetrícia no verão

Faltam decisões sobre valor por hora a pagar aos médicos dos hospitais e aos tarefeiros, avisa responsável.

O atraso na concretização de medidas consideradas prioritárias para resolver os constrangimentos das urgências de ginecologia/obstetrícia pode comprometer as escalas de agosto e, consequentemente, obrigar a mais encerramentos de serviços. Um mês depois de ter sido anunciado um plano de contingência para os meses de verão, falta avançar com a remuneração extra dos médicos que fazem urgências no hospital onde trabalham e o valor por hora a pagar aos prestadores de serviço.

"Estamos a uma semana de ter os mapas de agosto e as medidas relacionadas com pagamentos são urgentes. É um momento decisivo para sabermos como vai correr o verão", realçou ao JN Diogo Ayres de Campos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG