O Jogo ao Vivo

Arruada

Homem que interpelou Costa é ex-autarca do CDS, acusa PS

Homem que interpelou Costa é ex-autarca do CDS, acusa PS

Apresentou-se como eleitor "relutante" do PS mas, dizem os socialistas, está ligado ao CDS. O homem que, esta sexta-feira, abordou António Costa em Lisboa, acusando-o de ter estado de férias durante os incêndios de Pedrógão Grande, será um ex-autarca centrista.

Quem o garante é o socialista Miguel Coelho, presidente da junta de freguesia de Santa Maria Maior, concelho de Lisboa, que, numa mensagem publicada no Facebook, acrescenta que o filho do homem que interpelou Costa é assessor do CDS-PP na Assembleia Municipal. Contactado pelo JN, Miguel Coelho, não acrescentou mais ao que já tinha escrito e remeteu para a publicação.

Do lado do CDS, João Gonçalves Pereira, diretor de campanha de Cristas e vereador em Lisboa, negou ao jornal "Expresso" que Elias ainda seja militante, acrescentando que já se desfiliou há muitos anos. "Não sei se o PS conhece os seus militantes, não sei se é do PS ou de outro partido. Sei que não é do CDS e não é há muito tempo", disse o responsável centrista, confirmando, por outro lado, que o filho de Joaquim Elias é "militante e autarca e colabora com o CDS na AML [Assembleia Municipal de Lisboa]".

João Gonçalves Pereira acrescentou que a acusação "mostra nervosismo por parte do PS e de António Costa". "É normal neste período haver alguma tensão, o que não pode acontecer é que uma terceira ou quarta linha do partido venha tentar passar a bola a outro partido que nada tem a ver e tentar branquear uma atitude de tensão de António Costa", rematou.

Quando abordou António Costa, Joaquim Elias disse que era eleitor socialista de sempre, acrescentando estar "relutante" em votar PS desta vez, porque Costa estava a gozar as "merecidas férias" durante os incêndios de Pedrógão Grande. Visivelmente exaltado, e perante a insistência do homem, António Costa repetiu que a acusação era "mentira", como o JN confirmou. Na verdade, o primeiro-ministro e secretário-geral do PS esteve no terreno a 18 de junho de 2017.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG