Exclusivo

Dessalinizar é caminho inevitável para Portugal lidar com falta de água

Dessalinizar é caminho inevitável para Portugal lidar com falta de água

Algarve e Porto Santo são experiências que devem ser analisadas e exportadas para outras zonas do Sul do país. Estimular a poupança em casa e avançar para o tratamento das residuais para a agricultura são outras soluções propostas.

O tratamento de água do mar em água potável é o caminho inevitável para Portugal ter água em tempos de escassez, que se avizinham mais severos e frequentes devido às alterações climáticas. No Algarve, já avançam experiências de dessalinização e, no Porto Santo, a solução tem mais de 40 anos.

"Eu não vejo outra solução para Portugal, que não seguir o caminho da dessalinização. E não há muita margem [temporal]", sublinha Filipe Duarte Santos, geofísico e docente da Universidade de Lisboa. A tecnologia já está muito desenvolvida e é usada noutras partes do Mundo, o que tem permitido que o custo, que "nos anos de 1960 era de nove euros por metro cúbico (m3)", oscile agora "entre um euro e 0,50 euros", dependendo do local, sendo por isso mais exequível, realça o especialista.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG