Saúde

Diogo Ayres de Campos coordena comissão para urgências de obstetrícia

Diogo Ayres de Campos coordena comissão para urgências de obstetrícia

Já foram divulgados os nomes que integram a comissão de acompanhamento de resposta em urgência de ginecologia, obstetrícia e bloco de partos. O grupo é coordenado pelo diretor do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital Santa Maria, em Lisboa, Diogo Ayres de Campos. Os outros cinco elementos são clínicos com experiência hospitalar, um em representação por cada região do país.

Fonte do Ministério de Saúde avançou ao JN que a comissão de acompanhamento, anunciada por Marta Temido na passada quarta-feira na sequência da crise nas urgências de ginecologia e obstetrícia, é constituída por seis elementos.

Os médicos "integram também o grupo técnico para a elaboração de proposta de criação da Rede de Referenciação Hospitalar (RHH) em saúde materna e infantil", criado pelo despacho n.º 5407/2017, de 9 de junho.

PUB

De acordo com o documento publicado em Diário da República, Manuel Gonçalo Cordeiro Ferreira, presidente da Comissão Nacional da Saúde Materna, da Criança e do Adolescente, foi nomeado responsável pela revisão da Rede de Referenciação Hospitalar de Saúde Materna e Infantil​​​​​​ e a quem coube constituir o grupo técnico.

A encabeçar a comissão de acompanhamento está Diogo Ayres de Campos, que terá o papel de coordenador nacional. O médico é diretor do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, presidente da Associação Europeia de Medicina Perinatal e professor da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa.

Em representação da Administração Regional de Saúde do Norte, na comissão de acompanhamento, estará José Manuel Furtado. O clínico é o atual diretor do Serviço de Ginecologia e Obstetrícia do Hospital da Senhora da Oliveira, em Guimarães.

A Administração Regional de Saúde do Centro ficará representada por Ana Luísa Fialho Amaral Areia, médica de ginecologia e obstetrícia no Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra, professora na Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra e investigadora na mesma instituição de ensino superior.

Por Lisboa e Vale do Tejo, a administração regional estará encabeçada por Fernando Jorge de Abreu Cirurgião, diretor do Serviço de Obstetrícia e Ginecologia do Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, tendo sido também assistente convidado na NOVA Medical School - Faculdade de Ciências Médicas de Lisboa.

Fernando Manuel Ribeiro Fernandes, diretor do Serviço de Obstetrícia e Ginecologia do Hospital de Évora, irá representar a Administração Regional de Saúde do Alentejo. Já a Administração Regional de Saúde do Algarve ficará por conta de Fernando Manuel Nogueira Guerreiro, diretor do Departamento de Ginecologia, Obstetrícia e Reprodução Humana do Centro Hospitalar Universitário do Algarve.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG