Educação

Exames adiados e duas provas de aferição canceladas

Exames adiados e duas provas de aferição canceladas

A primeira fase de exames vai ser adiada de junho para julho e a segunda fase de julho para setembro, anunciou, esta sexta-feira de manhã, o ministro da Educação.

"Como no final do ano vamos ter mais uma semana de aulas, o calendário escolar andou todo para a frente", explicou Tiago Brandão Rodrigues em entrevista à Rádio Renascença. O ministro revelou ainda que as provas de aferição de Educação Física e de Expressões Artísticas foram canceladas, por se realizarem já em maio, sendo cedo para tomar decisões sobre as provas das outras disciplinas. "Neste momento não temos elementos que nos permitam, inequivocamente, dizer que temos de condicionar esta ou aquela opção", explicou. Esta sexta-feira, foi publicado o novo calendário escolar.

Questionado sobre o fim das aulas online e o regresso dos alunos às escolas, Tiago Brandão Rodrigues disse também que ainda não era possível responder sobre o tema.

Segundo o ministro, os primeiro cem mil computadores com destino às escolas foram já distribuídos e na próxima semana chegam mais 15 mil, dos 335 mil que serão recebidos até ao final do segundo período.

Para compensar os 11 dias úteis de pausa letiva não prevista devido à pandemia de covid-19, o Ministério da Educação tinha já revelado as alterações ao calendário escolar, que incluem a supressão da pausa no Carnaval e o encurtar das férias da Páscoa, para apenas quatro dias.

PUB

Estes são os três pontos essenciais das mudanças no calendário:

a) Supressão da pausa letiva de Carnaval, prevista de 15 a 17 de fevereiro;

b) Alteração na pausa letiva da Páscoa, que passa a ter início no dia 29 de março e a terminar a 1 de abril (na prática, os alunos ficam uma semana sem aulas):

c) Alteração das datas de conclusão do terceiro período para os diferentes anos de escolaridade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG