Saúde

Maior subida até agora: há 448 casos de infeção de Covid-19 em Portugal

Maior subida até agora: há 448 casos de infeção de Covid-19 em Portugal

O número de casos de Covid-19 em Portugal subiu de 331 para 448 casos esta terça-feira. O aumento do número de doentes, em 117, é o maior registado até agora. Continua a haver só uma vítima mortal.

De acordo com o boletim da situação epidemiológica no país divulgado esta terça-feira de manhã pela Direção-Geral da Saúde, o número de infeções com o novo coronavírus aumentou para 448, dos quais 206 estão internados, 17 em cuidados intensivos. Do total de doentes confirmados, um morreu e três já recuperaram. A aguardar resultado laboratorial estão ainda 323 casos suspeitos.

Dos casos confirmados (que incluem três crianças com menos de 10 anos), 61 foram importados de territórios estrangeiros - a maior parte de Espanha (18), Itália (17) e França (13) -, incluindo o Reino Unido, de onde regressou um dos novos pacientes. Os restantes casos foram provocados por contágio ocorrido dentro do país, havendo atualmente 19 cadeias de transmissão ativas.

Quanto às áreas de residência, a maior parte dos doentes infetados (196) vive na região Norte, seguindo-se a Grande Lisboa com 180 casos (incluindo a única vítima mortal), a zona Centro com 51, o Algarve com 14, países estrangeiros com seis e os Açores com um caso. O caso de infeção entretanto detetado na Madeira, referente a uma turista holandesa, só constará da contagem de quarta-feira.

Desde 1 de janeiro de 2020, as autoridades de saúde registaram 4030 casos suspeitos, dos quais 3259 não foram confirmados. Mais de 6800 contactos estão em vigilância pelas autoridades de saúde.

Depois de o primeiro-ministro ter anunciado que Portugal e Espanha iriam limitar a circulação na fronteira a mercadorias e trabalhadores transfronteiriços, Marcelo Rebelo de Sousa convocou, para quarta-feira, o Conselho de Estado, para discutir a eventual decisão de decretar o estado de emergência.

Na sexta-feira, o Governo colocou o país em estado de alerta no país, colocando os meios de Proteção Civil e as forças e serviços de segurança em prontidão, e suspendeu as atividades letivas presenciais em todas as escolas a partir de segunda-feira, impondo restrições em estabelecimentos comerciais e transportes, entre outras.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG