O Jogo ao Vivo

Pandemia

Obesidade está a tornar-se um fator de risco em jovens com covid-19

Obesidade está a tornar-se um fator de risco em jovens com covid-19

Uma mulher é a quarta vítima mortal na faixa etária entre os 30 e os 39 anos em Portugal. A diretora-geral de Saúde informa que a doente, de 39 anos, tinha "problemas de obesidade". Um fator que está a tornar-se de risco na população jovem infetada com o novo coronavírus.

"Apesar de não ser frequente a mortalidade nestas idades, acontece e, sobretudo, como neste caso, havia patologia associada e um fator que começa a ser observador na mortalidade em pessoas relativamente jovens, que é a presença de obesidade", disse Graça Freitas na conferência de imprensa desta sexta-feira sobre a evolução da pandemia em Portugal, onde foram comunicadas mais oito mortes, num total de 1735 vítimas mortais.

Desde o início da pandemia, na faixa etária entre os 30 e os 39 anos morreram quatro pessoas com covid-19. Apesar de não avançar mais dados sobre a quarta vítima, a diretora-geral da Saúde quis deixar claro que a obesidade é "um possível fator de risco". Esta quarta-feira, o diretor-geral da OMS para a Europa chegou a referir que os surtos neste continente podiam estar relacionados com casos de jovens infetados, que não foram contidos após o desconfinamento. Abaixo dos 40 anos morreram seis pessoas em Portugal.

No dia em que foram conhecidos os resultados do inquérito serológico do Instituto Nacional Dr. Ricardo Jorge (INSA), o tema da gripe sazonal voltou à conferência de imprensa. Graça Freitas esclareceu que o método mantém-se como nos anos anteriores: pessoas com fatores de risco, com doenças crónicas por exemplo, e mais velhas vão ser vacinadas. "A vacinação contra a gripe sazonal é feita de acordo em todo o mundo, não só em Portugal, segundo critérios de risco para proteção daqueles que mais beneficiam com ela. Também este ano será assim", sublinhou.

A prioridade será também nos lares de idosos: "estas pessoas estão em sítios circunscritos, estão juntas, tem uma idade que é habitualmente avançada e geralmente tem doença associada, portanto estes serão os primeiros de grandes grupos a vacinar". Questionada sobre se os professores serão vacinados contra a gripe sazonal, Graça Freitas esclareceu que tal só acontecerá se os profissionais pertencerem a grupos de risco.

Ainda à espera de resultados está também um estudo do INSA sobre o impacto da pandemia na saúde mental. Marta Temido esclareceu que o documento já está pronto, mas à espera de avaliação por parte da governante.

Em função dos resultados conhecidos esta sexta-feira para conhecer o nível de imunidade de Portugal ao novo coronavírus, a ministra da Saúde reforçou que estão previstos serem realizados mais testes no SNS -- passando dos atuais 12 mil por dia para 22 mil. Da mesma forma, haverá uma aposta crescente nos cuidados intensivos, que foi possível através da compra de ventiladores num investimento de 66 milhões de euros.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG