O Jogo ao Vivo

Covid-19

Passageira com sintomas de coronavírus pára comboio no Entroncamento

Passageira com sintomas de coronavírus pára comboio no Entroncamento

O comboio internacional "Sud Express" foi parado na estação do Entroncamento, distrito de Santarém, após uma passageira ter alegado sintomas de infeção pelo novo coronavírus.

"Trata-se de uma passageira proveniente da China que se dirigiu ao revisor com suspeita de estar infetada", disse à Lusa fonte da PSP de Santarém, adiantando que recebeu o alerta cerca das 23.35 horas.

Questionado pela Lusa, o Comando Distrital de Operações de Socorro de Santarém confirmou apenas que recebeu o alerta para a paragem de um comboio internacional naquela estação cerca das 23.30 horas.

O gabinete de comunicação da CP confirmou que o comboio parou naquela estação devido a "uma passageira que se sentiu mal", adiantando que a interrupção da circulação nestas circunstâncias é "habitual", sem, no entanto, relacionar a situação com uma possível infeção.

Segundo o jornal "Expresso", que cita a diretora-geral da Saúde, Graça Freitas, a passageira em questão foi retirada do comboio para ser transferida para o hospital e fazer testes de despiste, e todos os passageiros vão ser sinalizados.

"A situação está a ser acompanhada pela autoridade local e nacional de saúde. A pessoa em causa será conduzida a um hospital para ser despistada a situação", disse Graça Freitas. "Iremos agir em conformidade também em relação a todos os ocupantes do comboio, pois podem ter estado em contacto direto com um possível contaminado, caso se confirme positivo", acrescentou a diretora-geral de Saúde, nas declarações ao semanário.

Portugal sem casos positivos confirmados

Portugal registou nas últimas 24 horas 15 novos casos suspeitos de infeção pelo novo coronavírus, subindo o total para 85, dos quais 73 deram negativo e os restantes 12 aguardam resultados, segundo dados da Direção-Geral da Saúde (DGS), às 20 horas de domingo.

A DGS mantém moderado a elevado o risco para a saúde pública em Portugal e reitera que, "tendo em conta a situação epidemiológica mundial, é necessário considerar a hipótese da importação de casos de doença de cidadãos provenientes da China ou de outras áreas com transmissão comunitária ativa", nomeadamente de Itália, Irão, Singapura, Japão e Coreia do Sul.

O surto de Covid-19, detetado em dezembro na China e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou pelo menos 2.980 mortos e infetou mais de 87 mil pessoas, de acordo com dados reportados por 60 países. Das pessoas infetadas, mais de 41 mil recuperaram.

Além de 2.873 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas.

Um português tripulante de um navio de cruzeiros encontra-se hospitalizado no Japão com confirmação de infeção. Adriano Maranhão, que foi internado após acusar positivo a Covid-19, teve alta hospitalar e vai entretanto regressar a Portugal.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para "muito elevado".

Outras Notícias