O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Portugal quer vigiar covid como a gripe

Portugal quer vigiar covid como a gripe

Mudança pode acontecer na primavera. Mas só a DGS pode tomar decisão de tratar doença como mais um vírus respiratório.

O Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge (INSA) está a trabalhar numa eventual integração da vigilância do SARS-CoV-2 nas redes-sentinela da gripe e outras infeções respiratórias. Uma mudança de estratégia, já recomendada pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), que está ainda no plano teórico, cabendo a palavra final à Direção-Geral da Saúde (DGS). Uma transição que pode ter na primavera/verão o momento certo para ser feita.

A ideia, passada a vigilância de emergência atual, é passar a monitorizar o SARS-CoV-2 da mesma forma que fazemos há anos com a gripe e outras infeções respiratórias, como o rinovírus ou o vírus sincicial respiratório. Através quer das redes-sentinela, quer da rede de laboratórios.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG