Exclusivo

Privados contrariam normas e fazem cada vez mais cesarianas

Privados contrariam normas e fazem cada vez mais cesarianas

Taxa de cesarianas a nível nacional é de 36%, muito acima das recomendações internacionais. Especialista em obstetrícia pede medidas para reduzir valores.

As unidades de saúde privadas fazem cada vez mais partos e mais de dois terços deles são por cesariana, contrariando as recomendações internacionais que associam esta prática, quando usada sem motivos clínicos, a maior risco de complicações e até de morte para o bebé e para a mãe. Em 2020, os privados das regiões Norte e Centro fizeram mais de 85% dos partos por cesariana.

A nível nacional, a taxa de cesarianas em 2020 foi de 36,3%. No privado, representaram 67% dos partos e no Serviço Nacional de Saúde 30%, segundo as Estatísticas da Saúde 2020 divulgadas recentemente pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). Naquele ano houve menos partos (83 873) do que no anterior (embora no privado tenham aumentado), mas a taxa de cesarianas manteve a tendência crescente dos últimos anos (ver infografia).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG