Exclusivo

Santa Maria esteve várias horas sem receber grávidas do INEM

Santa Maria esteve várias horas sem receber grávidas do INEM

Urgência de obstetrícia do Hospital Santa Maria, em Lisboa, esteve 14 horas encerrada ao INEM sem necessidade. Constrangimentos vão continuar.

A urgência de obstetrícia do Hospital de Santa Maria, em Lisboa, esteve 14 horas sem receber ambulâncias de emergência, depois de ter informado o INEM de que estava lotada. Ao longo do dia teve vagas, mas só ao final da tarde comunicou a disponibilidade para receber mais grávidas. A situação causou constrangimentos ao encaminhamento de mulheres na região de Lisboa e Vale do Tejo, cujos hospitais têm registado grandes dificuldades para assegurarem as escalas por falta de médicos. Nos próximos dias, várias unidades vão ter as portas fechadas e a perturbação já assumiu contornos políticos, com a direita a pedir cooperação com o privado.

Por volta das 4 horas de ontem - e não à meia-noite como inicialmente o hospital confirmou ao JN - a urgência de obstetrícia do Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) pediu ao Centro de Orientação de Doentes Urgentes (CODU) do INEM para não encaminhar ambulâncias porque estava cheia. O pedido, sabe o JN, esteve em vigor todo o dia, aparentemente sem necessidade, porque a unidade teve vagas, como confirmou ao JN fonte oficial do CHLN. A mesma fonte confirmou esta quarta-feira de manhã que o pedido ao CODU foi feito cerca das 4 horas de ontem, tendo sido anulado às 18.32 horas do mesmo dia, ou seja mais de 14 horas depois.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG