Exclusivo

Segurança Social manda cortar apoio alimentar a milhares de pobres

Segurança Social manda cortar apoio alimentar a milhares de pobres

Ofício enviado aos centros distritais aponta a redução de 120 mil para 90 mil beneficiários. Reavaliação trimestral dos casos será resposta. Governo diz que os necessitados são 110 mil.

O Instituto da Segurança Social (ISS) deu indicações, no dia 20 de maio, aos diretores da Segurança Social de todo o país para informarem os técnicos que acompanham o Programa Operacional de Apoio às Pessoas Mais Carenciadas (POAPMC) que têm de reduzir o número de beneficiários de 120 mil para 90 mil. Questionado pelo JN, o Governo confirma que atualmente serão 110 mil as pessoas que cumprem os critérios e que o objetivo é continuar a reduzir. Contudo, há famílias carenciadas em lista de espera para receber cabazes alimentares.

O ofício enviado pelo ISS, a que o JN teve acesso, invoca a "evolução favorável da situação epidemiológica no nosso país, e a progressiva normalidade em geral" para que seja retomada a reavaliação trimestral dos destinatários do POAPMC, com o objetivo de reduzir o número de beneficiários "até ao limiar de 90 mil".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG