Pandemia

Vacinação contra a covid-19 arranca dia 27

Vacinação contra a covid-19 arranca dia 27

A vacinação contra a covid-19 vai arrancar em Portugal no dia 27, aponta a ministra da Saúde, Marta Temido.

No dia em que a Agência Europeia do Medicamento (EMA) aprovou a primeira vacina para ser administrada na UE, desenvolvida pela Pfizer-BioNTech, a ministra da Saúde aponta o dia 27 (próximo domingo) para o arranque do plano de vacinação contra o novo coronavírus em Portugal.

No dia 26 espera-se a entrega de 9500 vacinas e "no dia 27 estamos preparados para iniciar a vacinação", anunciou Marta Temido.

Os profissionais de saúde dos centros hospitalares universitários do Porto, São João, Coimbra, Lisboa Norte e Lisboa Central serão os primeiros a ser vacinados contra a covid-19, acrescentou.

"Escolhemos estas cinco estruturas porque elas representam o que é a rede de referenciação hospitalar do Serviço Nacional de Saúde (SNS), as instituições designadas de fim de linha", explicou a ministra no final de uma reunião de trabalho sobre o Plano de Vacinação de combate à Covid-19, em que estiverem presentes vários ministros, representantes da "task force" e o primeiro-ministro que participou por videoconferência por estar em isolamento profilático.

PUB

A ministra explicou que são designadas assim porque são instituições em que é preciso "preservar na sua capacidade de resposta não só para os portugueses, naturalmente, mas também para apoio às demais unidades da saúde".

Marta Temido disse que os profissionais abrangidos nesta primeira fase de vacinação já estão a receber emails a questionar se querem ser vacinados, uma vez que a vacina não é obrigatória e estão a ser recebidas "respostas em massa".

A vacinação continuará logo na primeira semana de janeiro, apesar de ainda não haver um calendário preciso porque depende da segunda entrega da Pfizer. Nessa altura, haverá um alargamento da vacinação a outros estabelecimentos hospitalares, a outras unidades do SNS e "prioritariamente às estruturas residenciais para pessoas institucionalizadas".

A governante revelou ainda, em conferência de imprensa, que entrou esta segunda-feira em funcionamento, no Ministério da Saúde, a Sala de Situação, um local de governação que vai englobar vários setores de coordenação do plano de vacinação, para partilha de dados e divulgação de recomendações.

Questionada sobre a nova estirpe do coronavírus SARS CoV-2, detetada no Reino Unido e que será até 70% mais contagiosa, a governante sublinhou que não há evidências de que esta variante seja mais letal e que em Portugal ainda não foi detetado nenhum caso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG