Ucrânia

Pontos-chave

Ao 84.º dia, o primeiro soldado russo julgado confessou todos os crimes

A troca de acusações entre Kiev e Moscovo continua. Desta vez, o Kremlin acusa a Ucrânia de uma "total ausência de vontade" de negociar e acabar com a guerra, informando que, desde segunda-feira, 959 soldados presos na Azovstal se renderam. Entretanto, a polícia ucraniana anunciou ter encontrado, até agora, quase 1300 corpos de civis nos arredores de Kiev. Execuções sumárias, torturas e outros abusos denunciados pela "Human Rights Watch". O primeiro soldado russo julgado por crimes de guerra disse "sim" a todas as acusações.

Imagens

Últimas