Futebol

Cristiano Ronaldo na peugada do "rato atómico"

Cristiano Ronaldo na peugada do "rato atómico"

Trinta anos depois de Rui Barros, CR7 é o oitavo futebolista português que cede aos encantos da "Velha Senhora".

"A formiga atómica" - como rapidamente foi alcunhado pelos adeptos da Juventus, que lhe apreciavam a mobilidade extraordinária, naquele corpo de 1,56 metros - foi o primeiro português a chegar à Via Filadelfia.

Nesse verão de 1988, Rui Barros, de 22 anos, tinha encantado a Europa ao serviço do F. C. Porto e foi transferido para a "Vechia Signora" por 630 mil contos, uma fortuna, para a época, bem superior ao que hoje representa o simples câmbio para a moeda corrente (uns 3,15 milhões de euros).

Barros era pequeno, "il piccolo gigante", como lhe chamava a imprensa italiana - e também por isso atraiu mais de cinco mil fanáticos adeptos da Juventus no dia da apresentação ao serviço no clube de Turim. E foi ele que abriu a porta do mais popular emblema italiano aos futebolista portugueses.

Quando entrar no centro de treinos da Juventus, Cristiano Ronaldo já lá encontrará outro internacional português, o defesa lateral direito João Cancelo, que passou a última época a jogar no Inter, por empréstimo, e que foi transferido desde o Valência por 40 milhões de euros.

Antes destes, também vestiram a camisola da Juventus o médio Tiago Mendes (transferido do Lyon, em 2007, por 13 milhões), o defesa Jorge Andrade (trespassado desde a Corunha, em 2009, por 10 milhões de euros), o lateral esquerdo Dimas, oriundo do Benfica, em 1996, e o centro campista, Paulo Sousa, mudado desde o Sporting, em 1994.

A lista só acaba com o caso de apenas um dia entre outro português e a "Namorada de Itália". Foi no verão quente de 2006, quando chegou a Turim um jogador do F. C. Porto que estava emprestado ao Standard de Liège e que foi à Juve ao abrigo de um protocolo entre o clube belga e o emblema italiano. Areias, assim se chama esse lateral esquerdo, fez apenas um jogo com a camisola da Juventus, num desafio particular com o Pescara, e voltou imediatamente à Bélgica.

Imobusiness