Futebol

Sporting acusa presidente do V. Setúbal de "provocações constantes" e "insultos"

Sporting acusa presidente do V. Setúbal de "provocações constantes" e "insultos"

Após o triunfo frente ao V. Setúbal, o Sporting emitiu um comunicado no qual deixa críticas a Vítor Hugo Valente, presidente dos sadinos, acusando-o de "provocações constantes".

"O Sporting vem por este meio lamentar o ambiente criado pelo presidente do Vitória Futebol Clube desde a entrada na tribuna do presidente Frederico Varandas. O ambiente de provocação constante, de insultos e impropérios que foram dirigidos aos membros dos órgãos sociais do Sporting Clube de Portugal durante 90 minutos são inadmissíveis", começou por dizer o clube leonino em comunicado, garantindo que, ao contrário do Vitória de Setúbal, não vai avançar com o corte de relações por "respeito".

"O Sporting só não avança para o corte de relações institucionais com o Vitória Futebol Clube por respeito ao clube e à sua história e porque tem a expectativa que as pessoas que dirigem este clube deixem de representar o Vitória Futebol Clube até final do mês, pois este clube merece muito mais".

O comunicado dos leões foi emitido pouco depois de Vítor Hugo Valente anunciar o corte de relações com o Sporting. Após a polémica em torno da realização do jogo deste sábado no Bonfim - o Vitória de Setúbal pediu o adiamento do jogo devido ao surto de gripe que atingiu o plantel, mas o Sporting negou - Vítor Hugo Valente, presidente dos sadinos, anunciou o corte de relações com o clube de Alvalade. O líder deixou críticas a Frederico Varandas, acusando-o de uma atitude prepotente".