O Jogo ao Vivo

Imagens

Últimas

Exclusivo

Desigualdades, caso Homeniuk e racismo no radar da Amnistia

A pandemia "exacerbou as desigualdades", a resposta do Governo evidenciou "lacunas nos direitos à saúde e à habitação" e nem a libertação de dois mil reclusos por razões humanitárias livra Portugal das críticas da Amnistia Internacional, no relatório sobre a situação dos direitos humanos em 2020, que destaca a morte violenta de um cidadão ucraniano à guarda do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.