Reação

F. C. Porto vai recorrer da condenação no caso dos e-mails

F. C. Porto vai recorrer da condenação no caso dos e-mails

O F. C. Porto anunciou em comunicado que "não se conforma" com a decisão do Tribunal Judicial da Comarca do Porto e que irá recorrer para o Tribunal da Relação.

Os azuis e brancos reiteram que" todas as divulgações efetuadas no Porto Canal foram sempre realizadas ao abrigo do direito à informação e da salvaguarda da verdade desportiva, à imagem do que tem sido feito por órgãos de comunicação social de prestígio de países civilizados, como é o caso da revista alemã Der Spiegel, e tendo em conta a jurisprudência dominante nas instâncias judiciais europeias em relação a estas matérias".

"O FC Porto não se conforma com esta decisão, que penaliza a divulgação de informação que o próprio tribunal reconheceu como verdadeira, e por isso vai recorrer para o Tribunal da Relação do Porto", afirma o clube em comunicado.

Na sequência de uma ação interposta pelo Benfica, que reclamava uma indemnização de cerca de 18 milhões de euros, o Tribunal Judicial da Comarca do Porto absolveu Jorge Nuno Pinto da Costa, Adelino Caldeira, Fernando Gomes e Avenida dos Aliados - Sociedade de Comunicação S.A. e condenou o FC Porto, a FC Porto SAD, a FC Porto Media e Francisco J. Marques ao pagamento de 1.953.023,04 euros.

O Benfica também já reagiu, em comunicado, à decisão do Tribunal Judicial da Comarca do Porto, falando numa "exemplar condenação da conduta ilícita" do F. C. Porto, que terá de pagar uma indemnização de cerca de dois milhões de euros.