O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Técnicas julgadas por mentirem para mãe ficar sem filhas

Técnicas julgadas por mentirem para mãe ficar sem filhas

Duas técnicas da Segurança Social começam esta semana a ser julgadas, em Cascais, por terem alegadamente mentido, ao propor, em 2015, que duas crianças fossem retiradas à mãe.

A decisão levou a mãe das meninas, Ana Maximiano, a fazer, no ano seguinte, uma greve de fome. Quase seis anos depois de duas crianças terem sido retiradas à mãe e entregues ao pai, já então investigado por violência doméstica e entretanto condenado a pena suspensa, começa o julgamento.

As crianças, à data com dois e três anos, residem ainda hoje com o progenitor e a avó paterna, apesar de a mãe garantir que são maltratadas por estes familiares. Uma outra filha de Ana Maximiano (meia-irmã das meninas) que, em 2015, foi entregue ao pai no âmbito da mesma situação regressou, em 2019, a casa da mãe: a madrasta, com quem também morou até então, está a ser investigada pelo Ministério Público (MP) por presumivelmente a ter agredido e obrigado a dizer à polícia, falsamente, que a mãe lhe batera.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG