Operação Admiral

Tribunal liberta apresentadora Ana Lúcia Matos e mais sete arguidos

Tribunal liberta apresentadora Ana Lúcia Matos e mais sete arguidos

Dos 14 arguidos da Operação Admiral, o tribunal restituiu oito à liberdade, esta sexta-feira, entre os quais a apresentadora Ana Lúcia Matos. O JN sabe que os restantes seis arguidos permanecerão, para já, detidos.

O juiz do Tribunal de Instrução Criminal do Porto ordenou, sexta-feira, a libertação de oito dos 14 arguidos da Operação Admiral, entre os quais Ana Lúcia Matos. A decisão foi tomada na sequência da posição do Ministério Público, que não pediu prisão preventiva para estes oito arguidos. Os restantes seis, incluindo Max Cardoso, marido da apresentadora, ficarão, para já, detidos.

As medidas de coação serão conhecidas na próxima terça-feira às 11 horas, numa sessão em que todos os 14 arguidos terão de estar presentes.

PUB

O último interrogatório a um dos arguidos, realizado na sexta-feira, terá decorrido por mais de quatro horas.

Detidos na passada terça-feira, os 14 arguidos são suspeitos de pertencer a uma organização internacional de defraudou o Fisco e que terá movimentado mais de dois mil milhões de euros através de 8845 empresas. As verbas resultavam da venda de artigos informáticos e telemóveis através de plataformas online. Além das detenções, foram apreendidos dois milhões de euros em dinheiro, 50 automóveis de luxo, 47 propriedades e vários artigos de luxo.

A detenção ocorreu na sequência de uma investigação europeia, desencadeada pela Diretoria do Norte da Polícia Judiciária, que desmantelou a organização criminosa. Só em Portugal, estima-se que tenham causado prejuízos ao Estado de 300 milhões de euros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG