Investigação

Fogo na Sertã pensado para causar grande danos. PJ encontrou artefactos incendiários

Fogo na Sertã pensado para causar grande danos. PJ encontrou artefactos incendiários

A Polícia Judiciária já recolheu indícios e elementos de natureza criminosa sobre o incêndio que deflagrou no sábado no concelho da Sertã, distrito de Castelo Branco.

A mesma fonte adiantou que já foram recolhidos no terreno "alguns elementos e artefactos que poderão ter estado na origem do incêndio".

Tudo aponta para que tenha havido a intenção de causar "danos significativos", tendo a PJ a convicção de que os locais escolhidos para as ignições tiveram em conta a meteorologia, especificamente, dados sobre calor e vento, soube o JN junto de fonte da investigação.

Elementos da diretoria do Centro da PJ estão no terreno e continuam a investigação à ocorrência.

O incêndio no concelho da Sertã, que ao início da noite de hoje foi dado como dominado, dura há mais de 24 horas e mobiliza quase 300 operacionais e dois meios aéreos.

Também no distrito de Castelo Branco, começou à mesma hora de sábado um incêndio na localidade de Fundada, Vila de Rei, que se estendeu depois ao concelho de Mação, permanecendo ativo há quase 29 horas e que está a ser combatido por 855 operacionais, apoiados por 262 viaturas e 15 meios aéreos.