Sondagem

Moreira e Pizarro empatados no Porto

Moreira e Pizarro empatados no Porto

Candidato independente em perda e socialista em crescendo. CDU segura vereador e BE pode estrear-se no executivo municipal.

Quatro anos depois da surpreendente eleição de Rui Moreira, o Porto pode estar, novamente, no epicentro de um terramoto político. A sondagem realizada pela Universidade Católica para o Jornal de Notícias prevê um empate técnico entre Rui Moreira, atual presidente da Câmara e candidato independente, e Manuel Pizarro, seu ex-vereador executivo e candidato do Partido Socialista. A distância entre ambos é tão curta quão inesperada: 1 ponto percentual, a favor do líder do município. Rui Moreira obtém 34%, Manuel Pizarro reúne 33% das preferências.

Ora, se atendermos a que a margem de erro do inquérito é de 2,8%, facilmente se percebe o quão ténue é a linha que separa a conquista da perda do poder. E quão premente pode ser a necessidade de entendimentos pós-eleitorais que assegurem a governabilidade do município.

Outros dados relevantes a ter em conta: o PSD/PPM de Álvaro Almeida consegue um resultado (13%) ainda mais modesto do que o alcançado por Luís Filipe Menezes em 2013; a CDU repete o desempenho e garante a eleição de Ilda Figueiredo (8%); e o candidato do BE, João Teixeira Lopes, pode aspirar a estrear-se no mapa da distribuição de mandatos, com 6%, quase duplicando a votação das anteriores eleições. Já o PAN, cuja candidata é Bebiana Cunha, queda-se pelos 2%.

Leia mais sobre os resultados da sondagem na Edição Impressa do JN ou assine a edição e-paper.

Ficha técnica

Esta sondagem foi realizada pelo CESOP-Universidade Católica Portuguesa para o Jornal de Notícias nos dias 16 e 17 de setembro de 2017. O universo alvo é composto pelos indivíduos com 18 ou mais anos recenseados eleitoralmente e residentes no concelho do Porto. Foram selecionadas cinco freguesias do concelho de modo a que as médias dos resultados eleitorais das eleições autárquicas de 2005, 2009 e 2013 nesse conjunto de freguesias (ponderado o número de inquéritos a realizar em cada uma) estivessem a menos de 1% dos resultados dos cinco maiores partidos ao nível do concelho. Os domicílios em cada freguesia foram selecionados por caminho aleatório e foi inquirido em cada domicílio o próximo aniversariante recenseado eleitoralmente no concelho. Foram obtidos 1239 inquéritos válidos, sendo 57% dos inquiridos do sexo feminino. Todos os resultados obtidos foram depois ponderados de acordo com a distribuição de eleitores residentes no concelho por sexo, escalões etários, e freguesia na base dos dados do recenseamento eleitoral e das estimativas do INE. A taxa de resposta foi de 84%*. A margem de erro máximo associado a uma amostra aleatória de 1239 inquiridos é de 2,8%, com um nível de confiança de 95%.

ver mais vídeos