Salvamento

Chuva pode dificultar resgate de grupo preso em caverna na Tailândia

Chuva pode dificultar resgate de grupo preso em caverna na Tailândia

As operações de resgate da equipa de futebol encontrada numa gruta no norte da Tailândia poderão ser dificultadas devido às previsões de fortes chuvas, que poderão elevar os níveis de água na caverna, segundo as autoridades.

Os rapazes, entre os 11 e os 16 anos, e o seu treinador, que entraram na caverna Tham Luang Nang Non depois de uma partida de futebol no dia 23 de junho, foram encontrados a salvo na segunda-feira, mas segundo o governador da província de Chiang Rai, Narongsak Osatanakorn, a operação de resgate ainda não acabou.

Os esforços das equipas de resgate, que utilizam bombas de extração para tentar reduzir o nível da água, continuam, embora existam partes da caverna em que a operação não seja possível, principalmente devido à chegada de mau tempo durante os próximos dias, afirmou o ministro do Interior, Anupong Paojinda.

Segundo Anupong Paojinda, uma das hipóteses para retirar os jovens passa por trazê-los pelo mesmo complicado percurso realizado pelos mergulhadores, o que, admitiu o ministro, pode tornar-se num desastre se alguma coisas correr mal.

"Mergulhar não é fácil. Para pessoas que nunca o fizeram, será muito difícil", disse Anupong, assegurando que "se algo acontece a meio do caminho, pode ser fatal".

Peritos em resgate de cavernas acreditam que é mais seguro manter os jovens onde estão, o que pode demorar meses, uma vez que a época de chuvas na Tailândia dura até outubro.

Ben Reymenants, mergulhador profissional, que referiu estar surpreso por a equipa ter sido encontrada a salvo fisicamente e mentalmente, acredita que a opção mais segura seria a continuação dos esforços para bombear a água, visto que é necessário mais espaço para permitir que os jovens saiam apenas com coletes salva-vidas.

"Mas o tempo não está do lado deles", reconheceu Reymenants, devido às previsões de fortes chuvas.

O Concelho Britânico de Resgate de Cavernas, que tem membros a participar na operação, afirmou em comunicado que apesar de terem diminuído os níveis de água, "as condições de mergulho continuam complicadas e qualquer tentativa de retirar os jovens e o treinador desse modo não será tomada de forma leve, pois existem desafios técnicos significativos e riscos a considerar.

As autoridades tailandesas dizem que estão comprometidas a 100% com a segurança destas crianças na altura de decidir como as retirar. Os meninos não parecem precisar de sair urgentemente da gruta por razões médicas.

De acordo com o coordenador nacional da Comissão Nacional de Resgate em Cavernas nos EUA e editora do Manual das Técnicas de Salvamento em Cavernas, a principal decisão agora é retirar as crianças ou alimentá-las ainda no interior.

ver mais vídeos