O Jogo ao Vivo

Ucrânia

Zelensky propõe trocar aliado de Putin por ucranianos capturados

Zelensky propõe trocar aliado de Putin por ucranianos capturados

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, propôs a Moscovo a troca do deputado e empresário ucraniano Viktor Medvedchuk, aliado de Vladimir Putin e detido na terça-feira, por ucranianos capturados pela Rússia.

"Ofereço à Federação Russa a troca deste homem pelos nossos meninos e meninas que estão atualmente em cativeiro na Rússia", salientou o chefe de Estado ucraniano num vídeo divulgado na rede social Telegram.

Zelensky pretende ainda que a detenção de Medvedchuk seja um exemplo para a Rússia, realçando que "nem um oligarca escapou" às forças ucranianas.

PUB

O deputado e empresário ucraniano Viktor Medvedchuk, próximo do presidente da Rússia Vladimir Putin e que se encontrava em fuga desde o início da invasão russa da Ucrânia, foi detido esta terça-feira numa "operação especial".

Viktor Medvedchuk, de 67 anos, estava em prisão domiciliária desde maio de 2021 após ter sido acusado de "alta traição" e "tentativa de roubo de recursos naturais na Crimeia", península ucraniana anexada pela Rússia em 2014.

Em 26 de fevereiro, dois dias após o início da invasão russa da Ucrânia, a polícia ucraniana notificou o seu desaparecimento durante uma visita de controlo.

O 12.º homem mais rico da Ucrânia em 2021, com 620 milhões de dólares (cerca de 572 milhões de euros) segundo a revista "Forbes", Medvedchuk é conhecido pela sua ligação com o presidente russo Vladimir Putin, que é padrinho de uma das filhas do político ucraniano.

Viktor Medvedchuk é o fundador do partido pró-Rússia Plataforma da Oposição - Pela Vida, que tinha cerca de 30 deputados no parlamento do país antes de ser banido em março, na sequência da invasão russa.

O porta-voz do Kremlin [presidência russa], Dmitry Peskov, recusou no imediato comentar esta detenção às agências de notícias russas, realçando que "há muitas alegações falsas vindas da Ucrânia" que precisam de "ser verificadas primeiro".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG