O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Estado já investiu quatro milhões no medicamento mais caro do Mundo

Estado já investiu quatro milhões no medicamento mais caro do Mundo

Menores, diagnosticados com Atrofia Muscular Espinal Tipo 1, têm entre três e seis anos. Estado investiu quatro milhões de euros no remédio e 16 bebés já foram medicados.

Seis crianças, entre os três e os seis anos, receberão, em breve, o Zolgensma, o medicamento conhecido como o "remédio da Matilde". Diagnosticadas com Atrofia Muscular Espinal Tipo 1, as crianças estão a ser avaliadas para saber se devem ou não ser medicadas com o fármaco mais caro do mundo. Há dois anos que o medicamento é usado em bebés portugueses e, agora, o Infarmed e a farmacêutica Novartis estão prestes a fechar um acordo sobre o preço e o fornecimento do Zolgensma.

O medicamento para Atrofia Muscular Espinal (AME) Tipo 1 é apontado como a esperança para crianças portadoras da doença. O acordo entre o Infarmed e a farmacêutica permitirá, entre outras coisas, definir o seu custo. "O preço destes tratamentos está a ser negociado", disse, ao JN, fonte do Infarmed - Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde. Atualmente, cada medicamento, de toma única, tem um custo aproximado de 700 mil euros. Até março de 2021, o estado português desembolsou 4,1 milhões de euros em tratamentos com o Zolgensma. O medicamento foi usado, pela primeira vez, em 2019 pela bebé Matilde Sande.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG