Exclusivo

Idosa esteve hora e meia na rua à espera do INEM e morreu no hospital

Idosa esteve hora e meia na rua à espera do INEM e morreu no hospital

Idosa foi sangrando da cabeça enquanto esperava por ambulância, em Lisboa, mas estavam todas ocupadas.

Em Campolide, em Lisboa, uma mulher, de 83 anos, caiu num passeio e esperou cerca de hora e meia pelo INEM, que não tinha ambulâncias disponíveis. "Todas as que foram contactadas, num total de 29 entidades, estavam ocupadas noutras missões de emergência", confirmou o INEM ao JN. Há quem diga ainda, entre os populares que a ajudaram, que a idosa ainda esperou duas horas nas urgências do Hospital Santa Maria, onde acabou por falecer na madrugada de terça-feira, mas a unidade hospitalar garante que "casos urgentes entram imediatamente".

Alfredo Pinto, que esteve com a mulher, professora reformada, durante as suas últimas horas de vida, não consegue conter a emoção. "Tenho o curso de socorrismo e fiz tudo o que aprendi, infelizmente não fiz a diferença", diz consternado ao JN. Vários populares ligaram para o INEM, que terá dito que "não havia ambulâncias e que apenas podia fazer uma chamada de acompanhamento". "Foi anedótico. Eu disse, mas para acompanhar o quê? Esta senhora precisa de uma ambulância agora!", recorda.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG