Balanço

Segundo dia da semana sem mortes por covid-19 em Portugal

Segundo dia da semana sem mortes por covid-19 em Portugal

Num dia em que soma mais 460 infetados, Portugal volta a não registar qualquer vítima mortal por covid-19. O R(t) e a incidência descem.

A boa notícia de segunda-feira (relativa a domingo) volta a repetir-se: de acordo com o boletim da Direção-Geral da Saúde desta sexta-feira, não houve ontem mortes associadas à covid-19. Quinta-feira foi assim o terceiro dia desde 16 de março de 2020 (o primeiro dia da pandemia a contabilizar um óbito) em que não foram registadas mortes - o mesmo só tinha acontecido a 2 de agosto e, recentemente, a 25 de abril.

Um dia depois de António Costa ter detalhado as medidas da quarta e última fase do plano de desconfinamento, que arranca a 1 de maio, o boletim da Direção-Geral da Saúde de hoje dá conta de mais 460 casos de infeção, o que eleva para 836 493 o número total de casos confirmados desde o início da pandemia. O balanço reflete uma muito ligeira diminuição face a ontem, quando houve 479 novos contágios (mais 19 do que hoje), e também em relação à sexta-feira passada, dia em que houve 506 casos.

A região Norte continua a ser a que soma mais novos casos de infeção (212), seguindo-se Lisboa e Vale do Tejo, com 133 novos contágios. O Centro contabiliza mais 41, o Alentejo mais 10, o Algarve mais 37. Açores e Madeira somam 12 e 15 infetados, respetivamente.

O boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde desta sexta-feira aponta para mais 512 recuperados, reduzindo o número de casos ativos para 23 681 (-52). No que diz respeito aos internamentos hospitalares, os números mantiveram-se iguais quando comparados com o boletim de quinta-feira: 324 doentes em internamento, 89 em unidades de cuidados intensivos.

PUB

Na matriz de risco que permite controlar a velocidade do desconfinamento, e que foi hoje atualizada, o valor do R(t) - o número médio de casos secundários que resultam de um primeiro - baixou de 1 para 0,98, tanto a nível nacional como no território continental.

Quanto à taxa de incidência da doença nos últimos 14 dias, o valor geral baixou de 69,3 casos de infeção por 100 mil habitantes (na quarta-feira) para 66,9 casos. Tendo em conta só a análise de Portugal continental, o número fica nos 64,3.

António Costa avisou que as medidas da reabertura seriam revistas sempre que Portugal ultrapassasse os 120 novos casos por dia por 100 mil habitantes a 14 dias ou sempre que o Rt ultrapasse o 1.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG