Premium

Pais têm de ir à escola devolver os manuais a partir de dia 26

Pais têm de ir à escola devolver os manuais a partir de dia 26

A Confederação das Associações de Pais critica entrega de livros que serão precisos no próximo ano para recuperar conteúdos que ficaram por dar. Vales arrancam a 3 de agosto.

A partir de 26 de junho, último dia de aulas, os encarregados de educação têm de se deslocar às escolas para devolver os manuais usados pelos filhos. O calendário para a recolha e seleção dos manuais que serão reutilizados no próximo ano foi adiado em cerca de um mês, face ao ano passado. A devolução é contestada pela Confederação das Associações de Pais (Confap).

"As escolas não cumpriram os programas até ao fim e, no início do próximo ano, será preciso recuperar esses conteúdos", justifica Jorge Ascenção, presidente da Confap. A confederação defende a alteração e a flexibilização dos currículos, mas, alerta Ascenção, "é preciso alterar tudo, incluindo a avaliação e os métodos pedagógicos". Enquanto o ensino se basear "na bíblia dos manuais", os alunos não os podem dispensar, diz.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG