Tribunal

Rúben Semedo: "Estou inocente. Foi tudo feito por dinheiro"

Rúben Semedo: "Estou inocente. Foi tudo feito por dinheiro"

Rúben Semedo negou esta terça-feira ter cometido qualquer crime no caso da alegada violação a uma jovem de 17 anos de que é acusado. O jogador português ​​​​​​​alegou estar a ser perseguido por ser futebolista e por causa do "dinheiro".

"Estou inocente. Vocês vão ver. E quero que vocês venham cá novamente quando eu for absolvido", gritou o internacional português, de 27 anos, aos jornalistas à saída do tribunal, em Atenas, na Grécia, onde esta manhã ia ser ouvido em interrogatório.

"Foi tudo feito por causa do dinheiro. Se eu não fosse um futebolista, nada disto teria acontecido", acrescentou Semedo. O momento foi captado pelas televisões gregas.

A audição acabou por ser adiada para quinta-feira, às 13 horas (hora local). Até lá, Semedo continuará detido.

Já na segunda-feira, o advogado do defesa central negou que tenha ocorrido qualquer crime. "O meu cliente nega a acusação", disse Stavros Georgopoulos aos meios de comunicação locais, acrescentando que o cliente acreditava que a rapariga tinha 19 anos e que irá apresentar provas de que as acusações são infundadas.

"Quando a virem vão dizer-me se parece que ela tem 17 ou 23/24 anos. Eles estiveram juntos durante 15 horas, é inconcebível que seja acusado por isso", frisou Georgopoulos numa curta declaração à saída do Ministério Público de Evelpidon, em Atenas.

PUB

A imprensa grega avança também esta terça-feira que a mãe do jogador viajou de Portugal para a Grécia.

Rúben Semedo, que joga no Olympiacos, foi detido na segunda-feira pelas autoridades gregas por suspeita de violação de uma menor. Segundos os meios helénicos, os dois estiveram a beber juntos num bar em Oropos, sendo que, depois, o jogador terá levado a jovem para casa, consumando a violação.

A vítima, que se apresentou na esquadra com a mãe para fazer a denúncia, alega que o jogador a embebedou para a violar.

Entretanto o Olympiacos já veio dizer que respeita a "presunção de inocência" do jogador e que vai aguardar pela decisão judicial.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG