Manifestações

Giovani lembrado em Bragança, Lisboa, Cabo Verde e Paris

Giovani lembrado em Bragança, Lisboa, Cabo Verde e Paris

A marcha silenciosa, realizada este sábado em Bragança, foi um apelo à paz que juntou cerca de três mil pessoas em homenagem a Giovani, aluno cabo-verdiano do Instituto Politécnico de Bragança (IPB) que morreu a 31 de dezembro, na sequência de uma rixa ocorrida 10 dias antes. Já em Lisboa, a vigília juntou três milhares e obrigou ao corte de trânsito na Avenida da Liberdade e decorreu sem incidentes.

Menos pacífica foi a iniciativa que decorreu na Praia, ilha de Santiago, em Cabo Verde. Aqui, mais de mil manifestantes forçaram todas as barreiras policiais e conseguiram chegar à porta da embaixada portuguesa, gerando momentos de tensão. E em Paris, França, mais de 100 pessoas, na sua maioria da comunidade cabo-verdiana, realizaram uma encenação simbólica da morte de Giovani em frente à embaixada de Portugal.

De volta a Bragança, as ruas da cidade encheram-se não só de estudantes, mas também de muitos populares que envergavam t-shirts brancas, com a imagem estampada do jovem e das teclas de um órgão, uma vez que o aluno era músico.

Os responsáveis do IPB, o presidente da Câmara, Hernâni Dias, o bispo diocesano, D. José Cordeiro, e dois secretários de Estado (João Sobrinho Teixeira, do Ensino Superior, e Isabel Ferreira, da Valorização do Interior) também participaram na iniciativa, que terminou na Catedral de Bragança. "Este movimento por Bragança, pelo país todo, pela Europa e por África serve para passar uma mensagem de união e de força", referiu Vanderley Antunes, presidente da Associação de Estudantes Cabo-verdianos do IPB.

Funeral em Cabo Verde

O corpo de Giovani foi libertado na sexta-feira e o funeral está marcado para o próximo sábado, na ilha do Fogo, em Cabo Verde.

Judiciária investiga

O caso está em fase de investigação, conduzida pela Polícia Judiciária de Vila Real, que já terá interrogado cerca de 15 pessoas. A Judiciária também tem em sua posse imagens das câmaras de videovigilância do bar onde a discussão terá começado. Contudo, e até ao momento, não foi efetuada qualquer detenção.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG