O Jogo ao Vivo

Beja

Caça da Força Aérea sofre acidente durante a descolagem

Caça da Força Aérea sofre acidente durante a descolagem

Um caça F-16M da Força Aérea Portuguesa (FAP) abortou, na tarde desta quinta-feira, a descolagem numa das pistas da Base Aérea (BA) 11, em Beja, na sequência de um problema no trem de aterragem, tendo sido acionadas as barreiras de retenção para parar a aeronave.

O JN apurou que o acidente ocorreu cerca das 14.30 horas, quando a aeronave que estava na parte final da descolagem, que era feita de sul para norte, sofreu o rebentamento de um dos pneus a que se seguiu o incêndio de outro.

O piloto abortou a manobra de descolagem, rolando com a aeronave pela pista, tendo sido levantadas as redes no topo norte, fazendo com que o avião se imobilizasse antes de sair do asfalto. A aeronave foi removida para um dos hangares da BA11 a fim de ser alvo de uma reparação e poder continuar operacional.

PUB

O F-16M, adstrito à Esquadra 201 "Falcões", da Base Aérea (BA) 5, em Monte Real (Leiria), participa no exercício Real Thaw 2022 (RT22) que tem como centro nevrálgico na BA 11, e decorre até ao próximo dia 8 de julho, com a participação de 54 aeronaves de sete países: Portugal, Bélgica, Espanha, Estados Unidos, França, Lituânia e Países Baixos.

Em Portugal, o primeiro acidente envolvendo um caça F-16 aconteceu em 2002. A aeronave despenhou-se na BA5, ao tentar aterrar. O piloto, um operacional experiente com mais de 1500 horas de voo, morreu durante o acidente.

O JN colocou diversas questões às Relações Públicas da FAP, cuja resposta não chegou em tempo útil.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG