Exclusivo

Água no solo transmontano já é quase inexistente

Água no solo transmontano já é quase inexistente

Situação obriga a tomar medidas urgentes para não deixar sem abastecimento dezenas de aldeias.

A situação de seca em Portugal continental está dividida nos dois níveis mais elevados. De acordo com o vice-presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, Pimenta Machado, "51% está em seca severa e 49% em seca extrema". O Nordeste Transmontano é a região do país onde a situação se agrava a cada dia que passa e onde "o teor de água no solo já é menos de 1%", ou seja, não existe.

Perante este cenário, Pimenta Machado não vê outra alternativa que não passe por, no imediato, acudir a quem viu secar as nascentes que garantiam o abastecimento, através do transporte de água de outras fontes em camiões-cisterna. Depois é preciso pensar nas albufeiras mais vulneráveis, como as de Fontelonga (Carrazeda de Ansiães), Vila-Chã (Alijó) e Sambade (Alfândega da Fé) - as duas primeiras garantem água até outubro e a terceira até dezembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG