Igreja

Bispos mantêm Missa do Galo à meia-noite e desaconselham "beijo ao menino"

Bispos mantêm Missa do Galo à meia-noite e desaconselham "beijo ao menino"

A Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) emitiu esta quarta-feira uma nota a congratular-se pelo abrandamento das medidas de restrição decretado pelo Governo para a época do Natal, o que vai permitir a realização das principais celebrações católicas nesta época, como é o caso da Missa do Galo, tradicionalmente celebrada a partir da meia-noite do dia 24 de dezembro.

Os bispos, apelam, no entanto, à responsabilidade dos fiéis nos cuidados a ter durante as cerimónias religiosas e mantêm o conselho para que os sacerdotes se abstenham da prática de dar a imagem do menino Jesus a beijar.

"Congratulamo-nos porque as orientações anunciadas nos permitem celebrar em assembleia não apenas nas manhãs dos dias de Natal, do domingo da Sagrada Família (27 de dezembro) e da Solenidade de Santa Maria Mãe de Deus (1 de janeiro), mas também na véspera desses dias festivos e na tarde dos dias de Natal e de Ano Novo", pode ler-se no comunicado, emitido após a realização do Conselho Permanente da CEP, em Fátima.

Os bispos acolhem com agrado as orientações anunciadas pelas autoridades civis e sanitárias, que permitem às famílias "algum reencontro e celebração comum das próximas festas do Natal", e fazem eco das recomendações nelas contidas, exortando "que a alegria da festa e dos encontros familiares seja acompanhada de todas as cautelas, de modo que às festividades não suceda nova vaga de contágios com os consequentes sofrimentos e lutos".

Com este mesmo sentido de responsabilidade, a CEP renova o apelo aos sacerdotes para que, "coerentemente, se abstenham da prática tradicional de dar a imagem do Menino a beijar, substituindo esse gesto de veneração afetuosa por qualquer outro que não implique contacto físico e previna aglomerações".

Na conferência de imprensa após a reunião, o secretário-geral da CEP, padre Manuel Barbosa, anunciou ainda que a nova direção do organismo máximo da Igreja Católica em Portugal vai reunir-se em audiência com o Papa Francisco no próximo dia 8 de janeiro.

PUB

O sacerdote prometeu também para o início de janeiro a publicação do documento aprovado na última Assembleia Plenária da CEP sobre a situação da pandemia e os desafios pastorais para a Igreja. Em jeito de antecipação, Manuel Barbosa revelou que, no essencial, a nota abordará as questões da evangelização no pós-pandemia e a necessidade cada vez maior de um trabalho em "sinodalidade".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG