Exclusivo

Centros de explicações com menos procura para apoio aos exames

Centros de explicações com menos procura para apoio aos exames

Há mais alunos do que no ano passado, mas menos do que antes da pandemia. Explicação pode estar nas regras.

Com o aproximar das datas dos exames nacionais do Secundário, que começam hoje, há uma corrida aos centros de explicações. A pandemia não alterou essa realidade. No entanto, a procura continua a ser inferior àquela que existia até 2019, pré-covid. O facto de os alunos, atualmente, só terem que fazer exame às disciplinas que vão usar como prova de ingresso no acesso ao Ensino Superior parece ser um dos principais motivos para o decréscimo.

"Desde há um mês, notámos, como sempre, um aumento da procura por explicações para preparação de exame. Mas o número de alunos continua inferior ao que tínhamos, por esta altura, nos anos anteriores à pandemia", confirma ao JN Márcia Pereira, proprietária do Caderno Diário, em Santo Tirso. O facto de as notas "terem sido inflacionadas, ao longo do ano" faz com que, em seu entender, os alunos se sintam mais confiantes. Por outro lado, "os que vão para a universidade só fazem um exame e os que não vão nem um têm que fazer". "Isso diminui, automaticamente, a procura", sublinha.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG